Resultado da Busca


RNP pode participar da transmissão de imagens em Super-Hi Vision da Copa e das Olimpíadas


A Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) poderá participar da transmissão para o Japão de imagens 16 vezes mais nítidas do que o padrão atual de televisão, na Copa de Mundo de 2014 e nas Olimpíadas de 2016. O padrão “Super-Hi Vision” (SHV), também conhecido por 8K, tem resolução de 33 megapixels por quadro, ou seja, é 16 vezes maior do que a imagem em “Full HD”.

O SHV foi criado pela emissora de televisão japonesa NHK, que pretende adotá-lo para futuras transmissões. Por enquanto, realiza uso experimental de SHV, para fins de disseminação. Entre as imagens já captadas, incluem-se o lançamento da última viagem do ônibus espacial, em 2011, e os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. Para alcançar audiências internacionais, as imagens em SHV vêm sendo transmitidas internacionalmente, usando as redes de pesquisa de vários países.

A RNP foi procurada pela empresa de telecomunicações japonesa NTT, responsável pela tarefa de transmissão internacional de SHV. Durante a visita, o gerente executivo Hisao Uose usou o exemplo da transmissão de imagens em SHV das Olimpíadas de Londres. Segundo ele, para a execução desse projeto, a NTT trabalhou em parceria com organizações públicas e privadas. “A transmissão de Londres foi possível porque envolveu redes acadêmicas dos EUA e da Europa, Internet2GÉANT e JANET, e emissoras de TV de grande porte, como a NHK, a norte-americana NBC e a britânica BBC”, conta Hisao.

Para os casos da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos no Brasil, Uose manifestou interesse em utilizar a rede acadêmica brasileira, a rede Ipê, para a transmissão das imagens em SHV, em parceria com a TV Globo. A emissora brasileira acompanhou a captação de imagens no padrão SHV pela NHK no desfile das escolas de samba no Carnaval de 2013, no Rio de Janeiro. “Na transmissão dos futuros eventos esportivos no Brasil, a ideia é usar quatro rotas, saindo da rede Ipê, e passando pelos EUA ou pela Europa para chegar ao Japão”, explica o diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da RNP, Michael Stanton.

Ainda de acordo com Michael Stanton, os laboratórios da NTT operam uma rede de experimentação para atividades de P&D em tecnologias de rede, chamada GEMnet2. Ela está conectada a instituições de pesquisa e redes acadêmicas do Japão e de outros países para testar aplicações de altíssima capacidade. “A GEMnet2 faz entroncamento com as redes de pesquisa dos Estados Unidos no Pacific Northwest Gigapop (PNWG) na  Universidade de Washington, em Seattle, onde se conecta à rede Internet2. Por meio dessa conexão, é possível alcançar outras redes nas Américas e na Europa, inclusive a rede Ipê”.






 

Busque em nosso site:

ícone Lupa
ícone Lupa

Restringir à: Título Sub-Título Descrição Conteúdo

Data de Início: Data Fim:

Restringir a busca por conteúdos do tipo: Notícia
CINE GRID